Oscar Andrade

Mestre em Literatura e Crítica Literária pela PUC-SP, Oscar é publicitário de formação (pela ESPM-SP) e trabalhou por doze anos como redator em agências de propaganda. Até que, em 2014, decidiu se dedicar integralmente à carreira literária – tanto como autor quanto como pesquisador. Na época, publicou a antologia de contos fantásticos Sexorcista e outros relatos insólitos, pela Livrus Editorial. Esse foi seu segundo livro; o primeiro, Poe e Lovecraft: um ensaio sobre o medo na literatura (2013, pela mesma editora), consistiu de sua monografia para a especialização em História da Arte realizada na FAAP-SP. Também publicou o romance Bile negra (2018, pela editora Pyro), que recebeu o prêmio de melhor narrativa longa de horror pela Associação Brasileira dos Escritores de Romance Policial, Suspense e Terror (ABERST). Além das publicações, Oscar teve contos premiados em concursos (prêmios Miró de Literatura, Paralelos e Águas do Tijuco, entre outros) e selecionados para antologias. É também colunista da revista Galileu.